Dicas e Curiosidades

ver todos

6 coisas que você permite (e provavelmente não sabe) ao concordar com os termos de uso e privacidade do Facebook

Postado em 03/05/2017

6 coisas que você permite (e provavelmente não sabe) ao concordar com os termos de uso e privacidade do Facebook

469.000
novas ameaças são encontradas
por semana na internet.

Se você quer uma
navegação segura e total
proteção
para seus dados
garanta a proteção do
UOL Antivírus

baixar agora

Quando você se inscreveu no Facebook, provavelmente, gastou mais tempo pensando em qual foto usar no perfil do que lendo a interminável lista de termos de uso e privacidade da plataforma social. Não é por menos. São mais de 14 mil palavras às quais quase ninguém – dos dois bilhões de usuários ativos – dá atenção.

Concordou sem ler? Pode-se dizer que você vendeu sua “alma digital” para o Facebook. Um estudo da Universidade Harvard e publicado na revista Technology Science afirma que a rede social é reprovada em 22 das 33 medidas estabelecidas pelo documento dos Direitos de Privacidade do usuário.

Em uma escala de 0 (zero) a 5 pontos, o Facebook recebe pontuação mínima em diversos critérios. Para se ter uma ideia, a plataforma não descreve exatamente o que faz com os cookies e tampouco revela quais são as circunstâncias em que ela repassa os dados dos usuários a terceiros.

Isso só é parte do que você permite que o Facebook faça com suas informações. Veja, a seguir, outros acessos que você concedeu ao se inscrever na rede social de Mark Zuckerberg:

1. O Facebook lê tudo o que você escreve

Logo no topo da sua Política de Dados, o Facebook deixa bem claro que ele “Coleta o conteúdo e outras informações fornecidas por você quando usa nossos Serviços, como quando se cadastra em uma conta, cria ou compartilha conteúdos, envia mensagens ou se comunica com os outros”.

Em linhas gerais, a plataforma registra todas as ações que você faz dentro dela. Mesmo se você excluir uma foto ou apagar um post, eles permanecerão no backup da empresa por um longo período – mas, é claro, esses dados não ficam acessíveis a terceiros.

2. O Facebook sabe o número do seu cartão de crédito ou débito

Mais à frente na Política de Dados, a empresa informa que, quando o usuário realiza uma transação financeira (em algum jogo online ou para fazer uma doação, por exemplo), ela coleta todas as informações desse processo. Isso inclui o número do cartão de crédito ou débito, bem como a fatura dele.

3. O Facebook utiliza suas informações para expor anúncios

Mesmo que você não curta, comente e nem compartilhe nenhuma publicação, o Facebook sabe quais são os seus interesses. Como? Ele consegue medir quanto tempo você gasta lendo determinado post sobre um assunto. Ao fazer isso, o Facebook classifica quais são seus principais interesses.

A partir dessa classificação, a plataforma expõe anúncios de produtos que se enquadram no seu interesse. Afinal de contas, o objetivo da rede social é, segundo os próprios Termos de Serviços, “divulgar anúncios e outros conteúdos comerciais ou patrocinados que sejam importantes para nossos usuários e anunciantes”.

4. O Facebook repassa seu nome e sua imagem a anunciantes

Não estranhe se você vir um anúncio de algum produto usando a sua imagem. Ao concordar com os termos de uso e privacidade do Facebook, você permite que uma empresa pague o Facebook para exibir seu nome e/ou imagem do perfil sem receber nenhuma recompensa por isso.

Mas a plataforma deixa claro que respeita as suas configurações de privacidade. Então, se você só permite que seus amigos vejam suas publicações, apenas eles poderão visualizar os conteúdos que usam sua imagem.

5. O Facebook sabe onde você está e a situação da bateria do seu smartphone

Além de coletar as suas informações, o Facebook está de olho nos dados do seu computador, smartphone ou tablet. Para usar a ferramenta em seu dispositivo móvel, por exemplo, você permite que ela tenha acesso à sua localização geográfica por meio do GPS.

Como se isso não bastasse, o Facebook é um dos aplicativos que têm controle sobre o consumo de bateria do seu smartphone.

6. O Facebook lê as mensagens SMS em aparelhos Android

Se você é um usuário Android atento, percebeu que o aplicativo do Facebook solicita uma permissão para ter acesso às suas mensagens SMS e aos contatos gravados no aparelho. O próprio Facebook reconhece que essas permissões são invasivas, mas, mesmo assim, as solicita.

Diminua a sua exposição

Sabendo ou não sabendo, todos aceitamos essas e outras condições impostas pelo Facebook. Agora, não adianta reclamar nem fazer textões. O que você pode fazer para evitar que qualquer pessoa tenha acesso às suas informações no Facebook é configurar o nível de privacidade das suas publicações. A melhor alternativa é deixar que apenas seus amigos visualizem tudo o que você posta.

Outra dica é ler com atenção todas as permissões que os aplicativos dentro do Facebook solicitam. Muitos deles, como o teste para descobrir com qual celebridade você se parece, pedem mais permissões que as necessárias.

Ah, e é bom nem pensar em falar mal do Mark Zuckerberg pelas costas, hein! Ele sabe tudo o que você escreve...