Dicas e Curiosidades

ver todos

Acessar sites americanos bloqueados: isso é seguro?

Postado em 16/11/2014

Acessar sites americanos bloqueados: isso é seguro?

469.000
novas ameaças são encontradas
por semana na internet.

Se você quer uma
navegação segura e total
proteção
para seus dados
garanta a proteção do
UOL Antivírus

baixar agora

Se você navega frequentemente pela internet, está acostumado a encontrar conteúdos bloqueados para computadores que estejam fora do território norte-americano. A medida é tão comum que inclui até vídeos no YouTube.

O recurso de bloqueio de sites vem sendo utilizado por diversas empresas, especialmente gravadoras e detentoras de direitos autorais de conteúdos multimídias. A justificativa é simples: elas adotam essa política para respeitar os planos de lançamento e divulgação de novos materiais com datas diferentes em cada país.

A proibição faz com que inúmeros sites legais que disponibilizam, gratuitamente, séries, filmes, clipes e outros tipos de vídeos passem a proibir quem não é de determinada geografia.

Com isso, os truques para burlar as restrições não param de surgir! E com eles, as dúvidas: será que vale a pena? Fazer isso é seguro? É isso que vamos tentar responder abaixo.

Proteja seus dados

O primeiro passo para acessar esse tipo de site é proteger os seus dados: não envie informações confidenciais enquanto estiver usando redes ou extensões que fingem que você está onde não está.

Lembre-se sempre de que pode existir alguém mal intencionado tentando roubar dados de terceiros em conexões intermediárias ou até mesmo pelos fornecedores de tais serviços.

Conecte-se via VPN

Uma VPN é uma rede virtual privada que cria um túnel de conexão entre dois pontos. A partir dele, você acessa recursos de rede de um computador como se estivesse conectado nele localmente, ainda que o esteja fazendo remotamente via internet por outro PC que pode estar em qualquer lugar do mundo. Isso significa que usando uma VPN conectada à internet nos EUA, você consegue acessar os sites de lá que estão bloqueados nos outros países. Porém, as VPNs para esse uso costumam ser cobradas. Há opções gratuitas, mas, aí, o risco é altíssimo.

Mascarador de DNS

Além das VPNs, outra opção comum está no mascarador de DNS. Simplificando, ele garante que o site não consegue ver a sua origem geográfica ao simular um DNS diferente.

Entre as várias opções no mercado, mas vale a mesma lógica. As opções pagas, e bastante usadas no mercado, costumam ser as melhores. Pesquisa para ver se há reclamações de usuários, um bom indicativo de possíveis problemas. Fique atento também para saber se é possível configurar diferentes dispositivos, indo de smartphones a computadores, passando por televisores e até consoles de videogames.

Existem outros recursos online que se propõem a fazer o mesmo. No entanto, é essencial estar atento às especificações de cada um, para evitar que você acabe entrando em serviços ilegais. Na internet, todo cuidado é pouco.