Dicas e Curiosidades

ver todos

Alerta: mais de 1 milhão de malwares são criados por dia!

Postado em 13/10/2016

Alerta: mais de 1 milhão de malwares são criados por dia!

469.000
novas ameaças são encontradas
por semana na internet.

Se você quer uma
navegação segura e total
proteção
para seus dados
garanta a proteção do
UOL Antivírus

baixar agora

O cibercrime não para de crescer. Se, há 20 anos, a invasão a sites e computadores não passava de um hobby, hoje, trata-se de uma atividade lucrativa para os criminosos, uma máfia digital.

Nesse cenário, a pesquisa Internet Security Threat Report (ISTR 2016) da Symantec aponta para a criação de 1,179 milhão de malwares por dia, em 2015, no mundo todo. E mais: a empresa de segurança descobriu 430,5 milhões de programas maliciosos no ano passado, um avanço de 35% em relação a 2014, com 317 milhões.

No Brasil, entre os milhões de ameaças virtuais, o ransomware (sequestro de dados) e os ataques via redes sociais foram as que mais se destacaram por conta de seu crescimento. Veja, abaixo, mais detalhes sobre esses crimes:

Brasil lidera casos de ransomware na América Latina

Diariamente, acontecem, em média, 72 ataques de ransomware no Brasil. Esse dado coloca o país como o principal alvo da América Latina e em 22º lugar no mundo.

Quando o assunto é sequestro de dados, a praga chamada “crypto-ransomware” se destacou mundialmente, com 362 mil ataques no ano passado. Isso representa um crescimento de 35% em relação a 269 mil ocorrências em 2014.

Quanto ao dinheiro movimentado por essa praga, estudo da BTB Security afirma que empresas e usuários comuns gastaram, juntos, 24 milhões de dólares para ter suas máquinas desbloqueadas por ransomware em 2015. Dez anos atrás, o valor de resgate foi de “apenas” 1 milhão de dólares.

Ataques via redes sociais também preocupam usuários brasileiros

Conhecido como social media scams, os ataques que acontecem nas redes sociais estão em alta no Brasil, já que o país ocupa a segunda colocação na América Latina em vítimas dessa praga. Quanto à média global, o Brasil concentra 2,8% de todos os ataques de social media scams.

Há diversas modalidades desse ataque. Por aqui, a mais comum é o compartilhamento não intencional de vírus. Normalmente, são links de notícias falsas com títulos muito chamativos que incitam o usuário, curioso, a clicar. Assim, sem perceber, o usuário instala um vírus que compartilha diversos conteúdos contaminados em seus perfis sociais.

Sabendo que a indústria do cibercrime nunca para suas atividades, você deve instalar um antivírus atualizado para ficar menos vulnerável a esses ataques. Nesse sentido, o Segurança Digital do UOL oferece serviços que reforçam a sua proteção online contra ataques antigos e recentes. Conheça nossos planos.