Dicas e Curiosidades

ver todos

Aplicativo “fofinho” de efeitos em foto pode estar roubando seus dados

Postado em 13/02/2017

Aplicativo “fofinho” de efeitos em foto pode estar roubando seus dados

469.000
novas ameaças são encontradas
por semana na internet.

Se você quer uma
navegação segura e total
proteção
para seus dados
garanta a proteção do
UOL Antivírus

baixar agora

Você reparou que, ultimamente, nas redes sociais, pipocaram fotos “fofinhas” de celebridades e autoridades cheias de brilho, maquiagem e olhos grandes? Inclusive o presidente, Michel Temer, foi alvo da brincadeira.

Para criar essas imagens, o usuário só precisa instalar o aplicativo Meitu, aceitar suas permissões e aplicar filtros de beleza nas selfies. O problema está justamente no segundo passo: ao aceitar as permissões, sem ao menos dar uma boa lida nelas, o usuário acaba por concordar que o aplicativo tenha acesso a diversos dados do smartphone.

Sabemos que isso é quase um padrão para a maioria dos aplicativos, mas o Meitu pede muito mais permissões do que são, de fato, necessárias. O aplicativo chinês coleta e armazena em seus servidores dados como IMEI, número, modelo e versão do sistema operacional do aparelho, além de lista de contatos, mensagens SMS, calendário, endereço IP, coordenadas do GPS, entre outros. A partir dessas informações, é possível, por exemplo, até identificar e localizar o usuário do app.

Para que tanta informação?

Ao todo, a desenvolvedora do aplicativo Meitu orgulha-se de reunir os dados de mais de 456 milhões de usuários em seus servidores. Acredita-se que todas essas informações sejam vendidas para empresas que investem em publicidade segmentada.

Em sua defesa, a empresa afirma que, por estar situada na China, ela precisa coletar dados dos usuários que baixam seus aplicativos para driblar os filtros de bloqueio que as lojas oficiais Google Play e App Store colocam no país.

Privacidade

A questão da privacidade é muito delicada – e pouco debatida – no mundo online. Basta aceitar as permissões de um aplicativo e visitar uma página na web para que suas atividades online (e sua vida) se tornem um livro aberto. Por isso, você deve perder alguns minutinhos lendo as permissões solicitadas na hora de baixar um novo aplicativo.

Mais do que isso, reflita se realmente vale a pena baixar determinados aplicativos. Muitas vezes, trata-se de modas passageiras que nem terão mais utilidade num curto prazo. Portanto, só baixe aplicativos que acrescentem algo para o seu dia a dia.

Por fim, e não menos importante, instale um antivírus em seu smartphone e tablet. Compatível para Android e agora para iOS, o UOL Segurança Digital elimina programas espiões e outras ameaças virtuais de seu dispositivo. Sabendo que muita praga se disfarça de aplicativo legítimo, o UOL Segurança Digital ainda faz um alerta antes que você comece a fazer o download.