Dicas e Curiosidades

ver todos

Brasil deve ter um smartphone por habitante até outubro, diz FGV. Como proteger esses dispositivos?

Postado em 29/05/2017

Brasil deve ter um smartphone por habitante até outubro, diz FGV. Como proteger esses dispositivos?

469.000
novas ameaças são encontradas
por semana na internet.

Se você quer uma
navegação segura e total
proteção
para seus dados
garanta a proteção do
UOL Antivírus

baixar agora

Se há uma década acessar a internet por um dispositivo móvel era privilégio para poucos, hoje em dia os smartphones são muito populares no mundo inteiro. Inclusive no Brasil.

Para se ter uma ideia, pesquisa da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV/Eaesp) projeta que, em outubro, o país deva ter um smartphone por habitante ou 208 milhões de aparelhos ativos. Nos próximos três anos, a estimativa é de que esse número chegue a 236 milhões.

Na verdade, o Brasil já tinha um celular por habitante, considerando, também, os smartphones. A diferença é que agora os aparelhos inteligentes, ou seja, que se conectam à internet, deverão dominar o mercado mobile.

Ainda de acordo com a pesquisa, juntando telefones móveis e fixos, o Brasil já tem mais de um aparelho por habitante, ou 138% de penetração, percentual maior que a média global, de 115%.

Não é novidade para ninguém que a venda de computadores está em declínio. Por conta do preço mais acessível e da praticidade, o número atual de smartphones no Brasil é 25% maior do que os 166 milhões de PCs, notebooks e tablets.

Perigo móvel

Mas não são apenas os pesquisadores que estão de olho nesses números. Os criminosos digitais já perceberam a mudança de comportamento dos usuários finais e passaram a concentrar seus ataques nos smartphones. De acordo com o relatório da Nokia, 85% de todas as ameaças móveis são direcionadas para os celulares inteligentes.

De modo geral, os ataques aos smartphones variam de criação de aplicativos maliciosos e invasivos a propagação de golpes pelo WhatsApp que oferecem descontos e vales-compra falsos em grandes empresas. Aqui, cabe um alerta ainda maior aos usuários de Android: 81% dos malwares para smartphones infectam exclusivamente o sistema operacional do Google.

Para manter seu smartphone seguro, você deve adotar uma série de medidas. Entre elas, estão: atualizar o sistema operacional do aparelho, baixar aplicativos somente em lojas oficiais, não clicar em links suspeitos e, claro, instalar um bom programa antivírus.

Solução: segurança multiplataforma

Aqui, vale lembrar que os criminosos digitais não atacam somente smartphones. Eles continuam invadindo e roubando dados de computadores e tablets. Nesse sentido, o ideal é que você tenha uma solução de segurança multiplataforma.

Com uma única assinatura do UOL Segurança Digital, você protege até 10 aparelhos, entre computadores, tablets e smartphones, das mais variadas ameaças virtuais. Já passou da hora de você proteger todos esses dispositivos, né?