Dicas e Curiosidades

ver todos

Confira os 20 aplicativos mais baixados no iPhone em 2017

Postado em 02/01/2018

Confira os 20 aplicativos mais baixados no iPhone em 2017

469.000
novas ameaças são encontradas
por semana na internet.

Se você quer uma
navegação segura e total
proteção
para seus dados
garanta a proteção do
UOL Antivírus

baixar agora

No começo de dezembro, a Apple divulgou a lista dos aplicativos mais baixados no iPhone em 2017. A grande surpresa foi o Snapchat e seu aplicativo de filtros Bitmoji aparecerem à frente de aplicativos mais populares, como Instagram, Facebook e YouTube.

Entre os aplicativos mais baixados na loja oficial do iPhone, dois ainda não estão disponíveis no Brasil. Esse é o caso da Lyft – concorrente da Uber – e da Pandora Music – streaming de música semelhante ao Spotify.

Confira a lista completa abaixo:

1º - Bitmoji
2º - Snapchat
3º - YouTube
4º - Messenger
5º - Instagram
6º - Facebook
7º - Google Maps
8º - Netflix
9º - Spotify
10º - Uber
11º - Gmail
12º - Pandora Music
13º - Amazon
14º - Whatsapp
15º - Wish
16º - Twitter
17º - SoundCloud
18º - Google Chrome
19º - Waze
20º - Lyft

Cuidado ao baixar aplicativos

Por mais que já estejamos acostumados a baixar aplicativos em nossos celulares, é importante lembrar que o procedimento exige alguns cuidados. Isso porque a maneira mais comum de infectar um dispositivo móvel é por meio de malwares disfarçados de aplicativos legítimos.

>> Leia também Mais de 1 milhão de usuários baixaram app falso do WhatsApp na Google Play Store

Em algumas situações, os aplicativos até podem ser legítimos, mas acabam pedindo permissões além das usuais, tornando-se bem invasivos. Diante desses problemas, a primeira medida de segurança que o usuário deve ter é baixar aplicativos apenas de lojas oficiais.

Elas possuem filtros de segurança que procuram impedir a entrada de aplicativos maliciosos. Mesmo que nem sempre dê certo, é mais seguro que tentar a sorte em lojas de terceiros, né?

Antes de iniciar o download de qualquer aplicativo, procure conhecer a idoneidade do desenvolvedor e ler as opiniões dos usuários que já o baixaram. Assim, você fica mais seguro para aceitar as permissões dele.