Dicas e Curiosidades

ver todos

Conheça a praga Tizi, que rouba dados confidenciais de aplicativos no Android

Postado em 02/01/2018

Conheça a praga Tizi, que rouba dados confidenciais de aplicativos no Android

469.000
novas ameaças são encontradas
por semana na internet.

Se você quer uma
navegação segura e total
proteção
para seus dados
garanta a proteção do
UOL Antivírus

baixar agora

Aplicar uma senha forte na tela inicial do seu aparelho Android é muito importante, mas não é o suficiente para impedir que seus dados confidenciais sejam acessados. Criminosos digitais desenvolvem pragas virtuais para tomarem o controle dos celulares das vítimas e roubarem dados sensíveis.

De modo geral, essas pragas ficam disfarçadas de aplicativos nas lojas de download. E uma delas rouba os mais variados tipos de informação. Descoberto pelo Google Play Protect, o Tizi é um malware que tem acesso a todo o tipo de informação no celular Android da vítima.

Quando instalado, ele espiona e rouba todos os dados armazenados em aplicativos populares, como Facebook, Twitter, WhatsApp, Skype, LinkedIn, entre outros. Isso sem mencionar que o malware é capaz de enviar e receber mensagens SMS, gravar áudio do celular da vítima e até tirar fotos sem que a imagem seja exibida na tela do dispositivo.

Os aplicativos que vêm infectados com Tizi são encontrados para download, basicamente, em sites de redes sociais e lojas de terceiros. Muitos usuários já caíram no golpe. Até o momento, o Google identificou – e removeu – a praga Tizi de 1.300 dispositivos Android.

Como proteger seu dispositivo Android?

Por ser o sistema operacional mais popular do mundo, o Android é, por consequência, o mais visado para ataques virtuais. Nesse sentido, existe todo tipo de malware, principalmente disfarçados de aplicativos.

>> Aproveite e veja O que você deve fazer antes de baixar aplicativos no Android com segurança

Portanto, a primeira recomendação é fazer download de aplicativos apenas na Google Play Store, loja oficial do Android. Mas não é só isso. Reserve alguns minutos para avaliar as permissões solicitadas por cada aplicativo. Muitas vezes, elas são invasivas.

Outro procedimento importante é manter seu dispositivo sempre atualizado. Isso porque as novas versões corrigem brechas de segurança.

Por fim, tenha um antivírus instalado em seu aparelho. O UOL Segurança Digital, por exemplo, faz uma avaliação em tempo real de todos os aplicativos disponibilizados na Google Play Store e indica se eles são perigosos ou não. Isso sem citar que ele elimina códigos maliciosos que estão escondidos em seu dispositivo.