Dicas e Curiosidades

ver todos

Cuidados com as permissões de aplicativos

Postado em 20/12/2014

Cuidados com as permissões de aplicativos

469.000
novas ameaças são encontradas
por semana na internet.

Se você quer uma
navegação segura e total
proteção
para seus dados
garanta a proteção do
UOL Antivírus

baixar agora

Você baixou um aplicativo novo para o seu celular. Algum amigo seu indicou ou você viu em um vídeo. Feliz da vida, você passa a usá-lo e nenhum problema acontece. Se a realidade fosse assim, não haveria motivo para escrever essa nota. Há um detalhe que muito dono de smartphone ou tablet esquece quando faz o download de aplicativos: a permissão deles.

Todo aplicativo instalado pede permissão para acessar diversos recursos do seu aparelho. Ele chega a declarar explicitamente quais são na hora da instalação, mas se o usuário faz esse processo com pressa (e só aperta o botão de ok várias vezes até estar pronto) é capaz de não ter visto. Isso acaba expondo a privacidade de qualquer um.

Para evitar esse tipo de risco, é essencial saber o que seus aplicativos estão acessando dentro do seu telefone. Confira um resumo das permissões mais importantes e o que elas significam para você e o seu aparelho:

Discagem direta aos seus contatos

Essa permissão deixa que os aplicativos disquem para números do seu telefone sem notificá-lo sobre isso. Geralmente é exigida por ferramentas como o Skype ou o Google Talk/Hangout que necessitam disso para, obviamente, fazer chamadas. Porém, certos aplicativos maliciosos podem explorar a autorização para ligar secretamente a números pagos sem o seu conhecimento.

Envio de mensagens SMS

Alguns aplicativos precisam enviar mensagens de texto, mas nem todos! Por isso, cuidado com qualquer aplicativo diferente pedindo essa permissão, o que pode acabar gerando contas altíssimas.

Edição ou exclusão de conteúdo de armazenamento USB

Com essa permissão, um aplicativo acessa toda a memória do seu aparelho, podendo ler, editar e até mesmo excluir dados que você tenha armazenado. Seja cuidadoso com a autorização desse pedido: combinado com o acesso à internet, ele permite que o aplicativo faça o upload de fotos privadas, por exemplo.

Leitura e edição de contatos

Esse tipo de solicitação, geralmente, é feito por aplicativos de mensagens de texto, redes sociais e agendas de contatos. Em outros casos, é desnecessário. Por isso, fique atento.

Histórico de páginas visitadas

Com esta autorização, os aplicativos acessam o histórico completo das páginas que você visita a partir de seu dispositivo móvel. Essa permissão é comumente exigida por navegadores alternativos, ferramentas de backup e até mesmo por aplicativos de redes sociais. Para um aplicativo diferente desses, seja criterioso: ele pode querer espionar os seus comportamentos de navegação.

Leitura de identidade e status do telefone

Essa permissão pode ser bastante confusa: se por um lado é normal que o aplicativo leia o status do seu aparelho, por outro ele ganha acesso a dois números de dispositivos individuais: o IMEI e o IMSI. Muitos desenvolvedores de aplicativos usam esses números como proteção contra pirataria, mas também podem utilizá-los para localizar você.

Especificação de localização (GPS)

Obviamente, essa autorização permite que o aplicativo diga onde você está. É importante para aplicativos que tenham como base a sua localização, mas também pode ser usada para fins publicitários.

Fechamento de aplicativos de fundo

Isso permite que um aplicativo possa parar outros que estão em funcionamento. É essencial tomar muito cuidado com essa permissão, uma vez que ela pode levar à perda de dados.

Acesso à câmera

Aplicativos de câmera alternativos exigem essa permissão, assim como os de redes sociais. Porém, na teoria, um aplicativo malicioso com essa autorização pode tirar fotos sem o seu conhecimento para depois distribuí-las pela rede.