Dicas e Curiosidades

ver todos

Descubra se seu celular foi grampeado

Postado em 16/08/2017

Descubra se seu celular foi grampeado

469.000
novas ameaças são encontradas
por semana na internet.

Se você quer uma
navegação segura e total
proteção
para seus dados
garanta a proteção do
UOL Antivírus

baixar agora

Em tempos em que até figuras públicas têm seus telefones grampeados, talvez você tenha motivos para imaginar que terceiros estejam ouvindo suas conversas pelo celular. Aliás, alguns criminosos digitais tentam plantar malwares nos aparelhos de vítimas para ter acesso, entre outros dados, às chamadas telefônicas.

Caso você esteja realmente desconfiado, é importante observar alguns detalhes durante uma ligação. Assim que você levantar algumas evidências, procure sua operadora e entre em contato com órgãos públicos para alertá-los.

Abaixo, veja sinais que podem indicar que seu celular está com um dispositivo de escutas:

Ruídos durante as ligações

Um primeiro indicativo está nos ruídos no fundo das ligações. Se você escutar cliques, ecos ou mesmo um zumbido agudo, é possível que essa poluição sonora seja causada pelo dispositivo de escuta.

No entanto, esse indício não tem validade sozinho. Muitos desses ruídos podem ser resultado de um sinal ruim de seu aparelho.

Aproxime seu celular de outros aparelhos eletrônicos

Você ainda suspeita de que seu celular está grampeado. Nesse sentido, procure aproximar seu aparelho de um computador, televisão ou rádio durante uma ligação.

Quando um celular está com um dispositivo de escuta e fica próximo de outros aparelhos eletrônicos, ele provoca distorções audíveis. Mais uma vez, trata-se apenas de um indício, não é uma prova definitiva.

Barulhos quando o celular não estiver em uso

Não é só durante uma ligação que você pode encontrar indícios de um dispositivo de escuta. Se o celular está grampeado, é possível ouvir ruídos mesmo quando ele não estiver em uso. Isso significa que suas conversas próximas ao celular podem ser ouvidas.

Portanto, barulho de cliques e outras distorções quando o celular estiver inativo são outro sinal de que seu aparelho pode estar grampeado.

Preste atenção na bateria do aparelho

De modo geral, um software de escuta trabalha em segundo plano, ou seja, sem que o usuário perceba. Ao fazer isso, ele consome bastante a bateria do seu celular.

Nesse sentido, se você perceber que a duração da bateria diminuiu repentinamente e que o aparelho está mais quente do que o normal, algo está estranho. Mais uma vez, vale reforçar que esse comportamento pode ser causado por qualquer aplicativo, não necessariamente por um software de escuta.

Reforce a segurança do seu celular

Como, na maioria dos casos, o software de escuta é um malware, vale a pena reforçar a segurança do seu celular com um antivírus. Além de alertar o usuário sobre um aplicativo perigoso, o UOL Segurança Digital elimina qualquer código malicioso presente no aparelho e impede o acesso a páginas web suspeitas.