Dicas e Curiosidades

ver todos

Dicas para manter seu smartphone seguro ao acessar Wi-Fi de redes públicas

Postado em 13/10/2016

Dicas para manter seu smartphone seguro ao acessar Wi-Fi de redes públicas

469.000
novas ameaças são encontradas
por semana na internet.

Se você quer uma
navegação segura e total
proteção
para seus dados
garanta a proteção do
UOL Antivírus

baixar agora

Um smartphone sem internet é como carnaval sem música, não faz sentido. Mas e quando o plano de internet móvel dos aparelhos acaba? A solução é encontrar um lugar com Wi-Fi. Se for aberto, público, então, melhor ainda, já que você não vai gastar nada. Não é à toa que se tornou cada vez mais comum aeroportos, bibliotecas, lojas, parques e restaurantes oferecerem conexão sem fio à internet gratuita.

De acordo com a plataforma online JiWire, existem, aproximadamente, 7 mil pontos de conexão Wi-Fi públicos no Brasil. Uma pesquisa da empresa de segurança Avast aponta que 48% dos usuários brasileiros se conectam a redes públicas diariamente.

Até aqui, tudo ótimo. As pessoas querem se conectar e há pontos que oferecem internet gratuitamente. Acontece que quem está usando o Wi-Fi público está sendo bem pouco atento à segurança. A mesma pesquisa aponta que, nas redes públicas, 26% dos usuários checam suas contas bancárias, 19% efetuam pagamentos e 8% enviam e-mails importantes, tudo isso usando Wi-Fi desprotegido.

E a gente nem precisa falar como é perigoso esse comportamento, né? Criminosos digitais adoram redes públicas por conseguirem ver todos os dados confidenciais que passam por elas, de números de cartão a acesso a contas.

A situação piora quando o aparelho está com o compartilhamento de arquivos habilitado, uma vez que os delinquentes podem plantar uma praga facilmente no aparelho da vítima.

Em resumo, conectar seu smartphone em qualquer rede pública pode ser um perigo para ele e para a sua privacidade. Para se proteger, acompanhe as dicas a seguir:

Desligue o transmissor de Wi-Fi

Quando sair de casa e do escritório, procure manter o transmissor de Wi-Fi desligado para que o seu smartphone não se conecte a qualquer rede pública. Muitas vezes, basta estar com o transmissor ligado para que seu aparelho fique conectado. Aí, mesmo que você não mexa nele, um criminoso digital pode tentar invadir seu smartphone.

Desabilite o compartilhamento de dados

É claro que você pode se conectar em redes públicas, mas, para garantir a proteção de seus arquivos, você deve desabilitar o compartilhamento de dados. O caminho para isso depende do sistema operacional de seu aparelho. Pesquise o seu sistema operacional e descubra como fazer isso.

Use uma rede virtual privada (VPN)

Uma conexão VPN (sigla em inglês para rede privada virtual) possui criptografia para proteger todos os seus dados durante a navegação. Dessa forma, mesmo que um criminoso fique analisando a sua conexão, os dados ficam ocultos.

Mas não saia instalando qualquer VPN. O dono da rede privada tem acesso a todo o tráfego de rede, ou seja, ele consegue visualizar os sites que você visita e seus e-mails, por exemplo. Caso seja uma rede VPN gratuita, é possível que ela venda seus dados. A opção é usar VPNs pagas e confiáveis.

Prefira Wi-Fi protegido com senha

Seus dados financeiros e suas informações pessoais são muito importantes para ficarem acessíveis em redes públicas. Nesse sentido, prefira realizar uma transferência bancária e enviar informações confidenciais da sua empresa no Wi-Fi da sua casa ou de seu escritório. Vale a pena esperar um pouco e manter seus dados seguros.

Em resumo, use apenas conexão aberta para mandar mensagens e fazer pesquisas que não coloquem suas informações em risco.