Dicas e Curiosidades

ver todos

Divisão da moeda digital: conheça a Bitcoin Cash

Postado em 01/09/2017

Divisão da moeda digital: conheça a Bitcoin Cash

469.000
novas ameaças são encontradas
por semana na internet.

Se você quer uma
navegação segura e total
proteção
para seus dados
garanta a proteção do
UOL Antivírus

baixar agora

A esta altura do campeonato, você já deve ter ouvido falar da moeda de circulação digital – ou criptomoeda – conhecida como Bitcoin. O uso dela vem se tornando cada vez mais comum. Alguns países, inclusive, – alô Japão! – já aceitam essa forma de pagamento em diversas oportunidades. A questão é que, recentemente, esse formato se dividiu em dois, gerando um novo tipo de moeda digital batizada de Bitcoin Cash.

A divisão aconteceu em razão de um desentendimento entre os desenvolvedores da Bitcoin e os responsáveis pela geração das unidades de dinheiro criptográfico, conhecidos como mineradores. Liderado por chineses, o segundo grupo, que cria as moedas por meio de operações complexas de computador, acredita que a moeda original tenha perdido a capacidade de escalabilidade. Para eles, o problema só pode ser resolvido com a nova derivação da moeda.

Para que você possa entender o que muda com essa divisão, listamos alguns pontos essenciais. Confira:

A divergência

O principal ponto de discordância foi o tamanho do bloco que contém as Bitcoins na Blockchain, a rede que realiza o registro independente da moeda e dispensa o trabalho dos bancos. Em geral, as bitcoins são distribuídas em blocos de 1MB, tamanho que impede o crescimento acelerado da cadeia, segundo os mineradores. Portanto, essa característica impediria ganhos maiores e mais rápidos para quem trabalha gerando a moeda.

Do outro lado, estão os desenvolvedores do software da Bitcoin. Eles acreditam que blocos menores tornam a moeda mais segura contra a ação de criminosos digitais.

Inicialmente, estava sendo discutida, com o apoio da maior parte dos mineradores, uma alternativa conhecida como Segwit2x, que dobrava o tamanho dos blocos para 2MB. No entanto, no fim de julho, um grupo de mineradores chineses decidiu apostar em uma derivação da própria Bitcoin: chamada Bitcoin Cash e distribuída em conjuntos de 8MB.

A nova dinâmica

Uma das vantagens da Bitcoin Cash é que, diferentemente de uma moeda nova, traz consigo todos os registros de transações das Bitcoins atreladas. Ou seja: o código da nova moeda contém as mesmas marcas da Blockchain usadas para identificar o movimento de valores entre carteiras.

Com essa vinculação, todos os donos de Bitcoins são afetados. Para se ter uma ideia, para cada Bitcoin, os usuários terão uma Bitcoin Cash equivalente em suas carteiras, dobrando a quantidade armazenada.

Quanto à cotação, a tendência é que o valor de mercado da Bitcoin caia à medida que a sua derivada se valoriza. Para que você entenda, no dia 22 de agosto, a cotação da Bitcoin estava em R$ 13.696,34, enquanto a Bitcoin Cash estava em R$ 2.119,83.

Adesão no mercado

Por enquanto, a adoção da nova moeda tem sido modesta por parte dos mineradores. Isso porque boa parte deles defende que a Bitcoin Cash não foi uma boa ideia e, assim, prefere se manter na criação da moeda original.

Além disso, em razão da falta de suporte de computadores, a nova moeda também não estaria apresentando um crescimento tão rápido quanto o esperado.