Dicas e Curiosidades

ver todos

Cinco erros que expõem seus filhos na internet e como evitá-los

Postado em 22/12/2014

Cinco erros que expõem seus filhos na internet e como evitá-los

469.000
novas ameaças são encontradas
por semana na internet.

Se você quer uma
navegação segura e total
proteção
para seus dados
garanta a proteção do
UOL Antivírus

baixar agora

A vontade de compartilhar a última coisa fofa que seu filho fez com amigos e familiares é quase irresistível em tempos de redes sociais. E, afinal de contas, o que pode haver de errado em publicar a foto de uma criança tomando banho em um chuveiro pela primeira vez? Muita coisa!

A questão da privacidade no mundo online é ainda mais delicada quando o assunto é crianças pequenas. Fotos ingênuas de crianças tomando banho, por exemplo, podem cair nas mãos de pedófilos. E imagens que os pais adoram (mas os filhos odeiam) podem abrir caminho para a prática de bullying virtual no futuro. Confira a seguir uma lista com cinco erros que você comete ao compartilhar na internet conteúdo relacionado aos seus filhos e aprenda como evitá-los:

Privacidade

O primeiro passo para proteger os seus filhos na internet é definir o nível de privacidade dos seus perfis em redes sociais. O ideal é que apenas os seus amigos tenham acesso ao que você publica. E se você se sentir incomodado com publicações alheias que tenham relação com as crianças, peça a remoção. Lembre-se de que você tem contato com os seus amigos, mas não com os amigos deles. Por isso, a decisão é sua.

Rotina

Publicar fotos da festinha de dia das mães organizada pelo colégio parece algo completamente aceitável, mas até isso exige cuidado. Melhor não divulgar imagens que permitam identificar a escola do seu filho, como uniforme, brasão da instituição ou mesmo imagens da fachada do colégio. Esse cuidado garante que estranhos não terão informações sobre o seu dia a dia, hábitos ou lugares que frequenta.

Check-in

Ainda com a intenção de evitar que seus passos estejam acessíveis para qualquer um, também é bom evitar o famoso “check-in”. Parece bastante razoável identificar o restaurante em que você e sua família comem aos domingos ao publicar aquela foto da criançada se lambuzando com a sobremesa, mas essa pode ser a oportunidade que uma pessoa mal intencionada está buscando.

Geolocalização

Entretanto, não adianta abandonar a prática do check-in e permitir que o seu smartphone ou câmera continue identificando e publicando sua localização. Ao configurar seu gadget, certifique-se de escolher quais aplicativos terão acesso a essas informações.

Hashtags

As famosas hashtags podem ser muito divertidas e até ajudam a localizar uma foto por assunto, mas também procure vê-las como excesso de informação. Você realmente precisa publicar o nome da escolinha de futebol onde seu filho treina? Se você pensar duas vezes perceberá que a resposta é não.

Não se trata de paranoia, mas prudência nunca é demais. A palavra de ordem é bom senso: cuidado não significa deixar de publicar os primeiros passos do seu bebê, apenas controlar quem poderá ter acesso a essas informações. Resumindo: esteja atento e aproveite muito essa fase deliciosa com a sua família!