Dicas e Curiosidades

ver todos

Férias escolares: dicas para seus filhos se divertirem com segurança na internet

Postado em 05/06/2014

Férias escolares: dicas para seus filhos se divertirem com segurança na internet

469.000
novas ameaças são encontradas
por semana na internet.

Se você quer uma
navegação segura e total
proteção
para seus dados
garanta a proteção do
UOL Antivírus

baixar agora

As férias escolares chegaram e a atenção com os filhos deve ser redobrada. Com mais tempo dentro de casa e no computador, as crianças estão sujeitas a ataques virtuais a todo momento.

Você já ouviu falar em Cavalos de Tróia, ataques de phishing, sexting e spam? Não?!? Então, procure se informar sobre essas e outras ameaças para proteger os seus filhos contra o cyberbullying e o cibercrime e para proteger a vida digital deles.

Para te ajudar nessa tarefa, o UOL Antivírus preparou um pequeno manual para os seus filhos curtir as férias com segurança na internet. Confira:

Lute contra o cibercrime

O cibercrime é, basicamente, a invasão de desconhecidos na sua máquina para roubar dados sigilosos. Eles agem por motivação financeira e com diferentes recursos. Para se proteger das diversas pragas digitais que eles criam (os vírus, cavalos de tróia, phishing, etc) é preciso instalar um antivírus potente, um anti-rootkit e anti-spyware. Optar por senhas mais seguras na rede da sua casa também ajuda na proteção.

Em seguida, oriente os seus filhos a não clicar em nenhum hiperlink e a não responder ou abrir mensagens não solicitadas. E-mails e contas em redes sociais também merecem uma senha segura. Alerte os seus filhos!

Por fim, peça às crianças que informem quando elas cometem algum desses erros. Muitas vezes, elas sabem que fizeram bobagem, mas têm receio de admitir. Aí, pode ser tarde de mais e sua máquina já estará nas mãos de criminosos.

Fique de olho no cyberbullying

Diferente do cibercrime, o cyberbullying é cometido por pessoas conhecidas. A intenção delas é causar constrangimento na vítima entre conhecidos, um verdadeiro bullying virtual. Expor alguma situação desagradável, receber mensagens de assédio e de ódio em redes sociais e e-mail virou algo comum para pelo menos 20% das crianças.

Uma boa dica para evitar esse tipo de problema é aconselhar seus filhos a não darem as suas senhas pessoais para os amigos. Se fizer isso, a criança perde o controle sobre a sua página e tudo o que é publicado por lá.

Outra boa dica é pedir para que a criança comunique todo tipo de confronto, mesmo digital, para os pais. Sabendo do que está acontecendo, os responsáveis podem salvar os ataques e comunicar a situação a escola ou, dependendo do caso, para a polícia.

Controle o acesso dos filhos na internet

Não se trata de proibir o acesso da internet. Mas, os especialistas em segurança aconselham, as crianças precisam de regras para entrar na internet.

E isso é importante para que a infância não fique restrita ao computador. As regras ajudam as crianças a aproveitar o bom que a vida na internet (e fora dela) oferecem.