Dicas e Curiosidades

ver todos

Golpes usam a Netflix para tentar roubar dados de clientes

Postado em 21/06/2016

Golpes usam a Netflix para tentar roubar dados de clientes

469.000
novas ameaças são encontradas
por semana na internet.

Se você quer uma
navegação segura e total
proteção
para seus dados
garanta a proteção do
UOL Antivírus

baixar agora

A Netflix tem cerca de 75 milhões de assinantes no mundo. Os seus clientes veem a empresa como uma ótima opção de entretenimento com um custo acessível. Mas nas partes criminosas da internet, os hackers estão buscando formas de usar o serviço de streaming para ganhar dinheiro sujo.

O crime mais comum atualmente está em roubar o nome de acesso e senha de uma pessoa e vendê-la na deep web, o lado sombrio da internet. Em pouco tempo, quem comprou a conta mantém a senha inalterada e utiliza o serviço como se estivesse pagando o valor integral – cerca de 25 reais.

Além disso, com o nome de e-mail e senha, os criminosos tentam usar esses dados para entrar em outros serviços digitais que a vítima utiliza. Na internet, nem para assistir filmes e séries você está completamente sossegado.

Como funciona o golpe?

Tudo começa a partir de um golpe de phishing. Os cibercriminosos se passam por funcionários da Netflix e enviam um e-mail com links de páginas falsas. A mensagem engana o usuário ao afirmar que ele precisa atualizar os dados de sua conta.

A partir do momento em que as vítimas abrem a suposta página inicial da Netflix, um programa malicioso (Infostealer.Banload) é instalado no computador do alvo do ataque. Na verdade, trata-se de um Cavalo de Tróia que permite ao atacante o acesso às informações de login da conta do assinante. Isso quando a própria vítima não insere seu nome de usuário, senha e, às vezes, até informações de cartão de crédito no site falso. Aí, todos os dados caem diretamente no banco de dados dos criminosos.

De acordo com pesquisa da Symantec, empresa de segurança virtual, contas de Netflix são vendidas no mercado negro por apenas 25 centavos de dólar. A empresa não conseguiu precisar quantas contas foram roubadas, mas ela encontrou um anúncio que havia 300 mil contas de estoque em um mercado negro. Para piorar a situação, o levantamento aponta que o Brasil é o principal alvo de ataques desse tipo.

Há algumas regras para quem quer comprar no mercado negro. Os hackers pedem aos seus clientes não alterarem as senhas ou qualquer outra informação das contas. Quem descumprir esse termo não pode mais comprar no mercado negro.

Como deixar sua conta Netflix segura

Para saber se os dados da sua conta caíram em mãos erradas e foram vendidos, uma maneira prática é entrar no próprio aplicativo da Netflix. Ali, veja sua lista de programas assistidos recentemente. Se haver algum comportamento estranho, é possível que sua conta esteja sendo acessada por terceiros.

Nesse caso, vá à página de contas online e clique para sair de todos os dispositivos. Em seguida, aproveite para alterar sua senha.

Mas como se prevenir é melhor do que se remediar, não deixe de ter um programa de segurança em sua máquina para que ele reconheça golpes de phishing e arquivos maliciosos antes que você os instale. O UOL Antivírus ajuda você a resolver seu problema e você paga bem pouco por mês.