Dicas e Curiosidades

ver todos

Recebeu um link de vídeo no Facebook Messenger? Cuidado!

Postado em 19/09/2017

Recebeu um link de vídeo no Facebook Messenger? Cuidado!

469.000
novas ameaças são encontradas
por semana na internet.

Se você quer uma
navegação segura e total
proteção
para seus dados
garanta a proteção do
UOL Antivírus

baixar agora

Se você recebeu uma mensagem com um link de vídeo no Facebook Messenger – mesmo que tenha sido enviada por seu melhor amigo –, nem pense em clicar nele.

A empresa de segurança digital Kaspersky identificou um ataque multiplataforma no Facebook Messenger, ou seja, a ameaça atinge tanto desktops como dispositivos móveis de qualquer sistema operacional. Nem os usuários de Linux escapam dessa campanha.

Para induzir o usuário a clicar no vídeo, os criminosos digitais por trás dessa campanha fazem uso da engenharia social. Eles personalizam a mensagem, chamando a vítima pelo nome, e encurtam o link do vídeo infectado. Mais do que isso, eles espalham a campanha utilizando contas comprometidas, navegadores sequestrados… Assim, quando você clica no link, todos os seus amigos do Facebook recebem o mesmo vírus sem você saber.

Ataque personalizado

Logo que o usuário dá “play” no vídeo, um malware se instala em seu computador, smartphone ou tablet. A vítima, então, é redirecionada para páginas web falsas personalizadas, que variam de acordo com o sistema operacional do aparelho, navegador e localização.

Por exemplo, os usuários de Windows que navegam pelo Google Chrome são redirecionados para uma página falsa que imita o YouTube. Nela, uma janela de pop-up aparece avisando que é necessário baixar uma extensão para assistir aos vídeos no site. Nem precisa falar que se trata de uma extensão maliciosa, né?

Por sua vez, as pessoas que utilizam computadores Mac são redirecionadas para uma página maliciosa no Safari. Para elas, é solicitada a atualização do Flash Media Player. Caso o usuário siga em frente, ele instala um adware em sua máquina.

De modo geral, os códigos maliciosos que são instalados nessa campanha têm como objetivo rastrear os hábitos de navegação das vítimas. Assim, é possível exibir anúncios personalizados e, por consequência, obter mais lucro.

Navegação segura

Não é de hoje que as redes sociais, sobretudo o Facebook, estão repletas de armadilhas. Para manter-se seguro, portanto, é aconselhável não ficar curioso por qualquer link compartilhado. Caso seja um amigo que tenha enviado para você, vale verificar com ele se realmente é algo confiável.

Por fim, é fundamental contar com um software antivírus atualizado, como o UOL Segurança Digital. Isso porque ele impede que você acesse sites que são considerados potencialmente perigosos.