Dicas e Curiosidades

ver todos

O que é malware, adware, cavalo de Troia e spyware

Postado em 04/05/2013

O que é malware, adware, cavalo de Troia e spyware

469.000
novas ameaças são encontradas
por semana na internet.

Se você quer uma
navegação segura e total
proteção
para seus dados
garanta a proteção do
UOL Antivírus

baixar agora

O termo malware é proveniente do termo em inglês MALicious software. Trata-se de um software destinado a se infiltrar em um computador alheio de forma ilícita, com o intuito de causar algum dano ou roubo de informações (confidenciais ou não).

Vírus de computador, worms, cavalos de Troia e spywares são considerados malware.

Adwares trazem propagandas sem autorização

Adware vem do inglês ad = anuncio + software = programa, e são programas que exibem propagandas e anúncios sem a autorização do usuário, tornando o computador e a conexão lentos. Normalmente, assumem o formato de pop-up – aquelas janelas incômodas que abrem a todo instante enquanto se navega em determinado site.

Cavalo de Tróia invade o computador disfarçado

O cavalo de Tróia ou Trojan Horse é um tipo programa malicioso que pode entrar em um computador disfarçado como um programa comum e legítimo. Ele serve para possibilitar a abertura de uma porta de forma que usuários com más intenções possam invadir o PC.

Seu nome surgiu devido à história da Guerra de Troia e que culminou com a destruição dessa cidade. O cavalo de Troia, feito de madeira, fora supostamente oferecido como um pedido de paz por parte dos gregos. Sendo um presente para o rei, os troianos levaram o cavalo para dentro das muralhas da cidade. Durante a noite, quando todos dormiam, este revelou-se uma armadilha e os soldados gregos que se escondiam dentro da estrutura oca de madeira do cavalo saíram e abriram os portões para que todo o exército entrasse e queimasse a cidade.

Assim como na história, um Trojan se passa por um programa que simula alguma funcionalidade útil quando de fato ele esconde um programa que pode causar malefícios aos computadores e seus usuários, como abrir portas e possibilitar invasões ou roubar senhas de usuário. A principal forma de propagação destes é pela internet, onde são oferecidos como ferramentas com funções úteis – ou até mesmo vitais – para os computadores.

Spywares espionam para coletar informações

Spywares são programas espiões, isto é, sua função é coletar informações sobre uma ou mais atividades realizadas em um computador. Existem muitos spywares de má índole, criados para coletar informações pessoais e, com elas, praticar atividades ilegais. Entretanto, nem todos são assim. Por exemplo: existem empresas de anúncio que se utilizam de spywares para, de forma legal, coletar informações de seus assinantes, com vistas a selecionar o tipo de anúncio que irão lhes apresentar.

O fato é que não existe um modo de saber qual spyware é bom e qual é mau. O critério para se proteger é sempre desconfiar. Um spyware não-prejudicial só será instalado mediante a autorização do usuário. Um spyware maligno, porém, irá se instalar sem que o usuário perceba.