Dicas e Curiosidades

ver todos

Os smartwatches são seguros?

Postado em 27/01/2017

Os smartwatches são seguros?

469.000
novas ameaças são encontradas
por semana na internet.

Se você quer uma
navegação segura e total
proteção
para seus dados
garanta a proteção do
UOL Antivírus

baixar agora

Para a multinacional HP, a resposta à pergunta que dá título a este texto é curta e grossa: não.

Após analisar mais de dez modelos de smartwatches de diferentes fabricantes, a empresa chegou à conclusão que os relógios inteligentes de pulso não são 100% seguros.

De acordo com a análise, os produtos possuem, ao menos, uma vulnerabilidade séria nos seus sistemas de segurança. Isso porque, ao acessar redes sociais, GPS e até mesmo jogos online, o aparelho está sujeito a sofrer ataques de criminosos digitais.

Para completar, os pesquisadores afirmam que alguns modelos do dispositivo portátil retiram informações de navegação e as enviam sabe-se lá para onde e para que fim.

Isso pode acarretar diversos problemas para o usuário, uma vez que o sistema está exposto, os dados podem ser acessados por pessoas mal-intencionadas. O resultado? Muita dor de cabeça e prejuízo.

Até o momento, as fabricantes avaliadas não se manifestaram sobre o estudo da HP nem liberaram atualizações para os aparelhos. Nesse sentido, o ideal é evitar, por enquanto, conectar smartwatches às redes sociais.

Vale dizer, aqui, que a consultoria IDC aponta que foram vendidos cerca de 2,7 milhões de smartwatches no terceiro trimestre de 2016. O número é bastante significativo, portanto, é preciso que sejam tomadas medidas de segurança e proteção dos usuários.

Usuários relatam queimaduras causadas pelo dispositivo

Além dos problemas de segurança citados acima, os relógios inteligentes podem causar, também, danos à saúde. Alguns consumidores relataram nas redes sociais que seus pulsos foram queimados pelos aparelhos. Veja algumas histórias:

https://twitter.com/kpedraja/status/600323870118125568

https://twitter.com/NotTheRealYan/status/599191880782471168

https://twitter.com/KenanJackson/status/619525663616319489

Isso acontece porque, assim como os smartphones, os smartwatches apresentam superaquecimento por conta do consumo de dados, que ocupa grande parte da memória do dispositivo.

Claro que o aparelho tem inúmeros atrativos, mas fica aqui a dica para quem pretende comprá-lo: pesquise bem sobre o assunto e pondere se este é o momento certo para realizar a aquisição.