Dicas e Curiosidades

ver todos

Smartphones com Android são alvos de novo ataque ransomware

Postado em 05/12/2017

Smartphones com Android são alvos de novo ataque ransomware

469.000
novas ameaças são encontradas
por semana na internet.

Se você quer uma
navegação segura e total
proteção
para seus dados
garanta a proteção do
UOL Antivírus

baixar agora

Quem pensa que ataques de ransomware só infectam computadores Windows está muito enganado. A empresa de segurança ESET descobriu uma nova campanha de ransomware em aparelhos Android.

Não é a primeira vez que o sistema operacional do Google vira alvo desse tipo de ataque. A novidade, aqui, é que a praga utiliza os serviços de acessibilidade do sistema para sequestrar o dispositivo da vítima.

Para infectar o aparelho, o ransomware – denominado DoubleLocker – é distribuído por meio de uma versão maliciosa do Adobe Flash Player que está disponível em sites comprometidos. Quando o usuário executa essa versão, o aplicativo solicita a ativação de serviços de acessibilidade do aparelho. Se o usuário aceitar, o ransomware assume o controle total do smartphone.

Nisso, aparece uma notificação na tela do aparelho exigindo um valor de resgate: o usuário é obrigado a transferir, em bitcoin, aproximadamente 54 dólares. O pagamento deve ser feito no prazo de 24 horas. Caso contrário, os dados armazenados no smartphone continuarão inacessíveis.

Como todos os especialistas recomendam não efetuar o pagamento – para não incentivar ainda mais os ataques de ransomware –, só há uma única maneira de desbloquear seu aparelho: formatar seu Android para configurações de fábrica.

O problema é que, se não tem o hábito de fazer backup regularmente, você perde todos os seus arquivos, aplicativos e contatos da agenda. Ao menos, fica livre do ransomware.

Por que instalar um antivírus em seu smartphone?

Simplesmente para não virar uma vítima de ransomware e de outros ataques virtuais. O UOL Segurança Digital, por exemplo, impede a instalação de aplicativos maliciosos e não permite que o usuário acesse sites potencialmente perigosos.

Há outras justificativas. Diferentemente de outros vírus, o ransomware pode ser implementado rápido e facilmente, com alta probabilidade de lucro. Por fim, a possibilidade de receber o resgate em bitcoins também é uma vantagem para o criminoso. Isso porque é mais complicado rastrear a moeda virtual.

Em meio a tantas ameaças móveis, não dá para ficar dando sopa para o azar, não é verdade?