Dicas e Curiosidades

ver todos

Spyware: o que é e como se proteger dele

Postado em 01/08/2013

Spyware: o que é e como se proteger dele

469.000
novas ameaças são encontradas
por semana na internet.

Se você quer uma
navegação segura e total
proteção
para seus dados
garanta a proteção do
UOL Antivírus

baixar agora

Quando um software é instalado, via internet, em um computador sem o consentimento do seu proprietário e começa a enviar informações sobre ele para outra máquina, estamos diante de um programa espião – ou spyware.

A forma mais comum de ser infectado por um deles é baixando algum programa gratuito de origem desconhecida.

Nem todos os “espiões” são prejudiciais. Há programas do tipo que são instalados mediante a autorização do usuário. Um software de músicas, por exemplo, pode pedir para acompanhar seus passos na internet para conseguir lhe oferecer um conteúdo customizado.

Já os spywares malignos se instalam na máquina sem pedir autorização. O usuário, muitas vezes, nem percebe.

Os verdadeiros vilões

Esse software geralmente é criado por criminosos com o objetivo de coletar os dados pessoais e confidenciais das pessoas com fins ilegais – como fazer compras com o cartão de crédito ou invadir a conta bancária da vítima.

O spyware pode ainda monitorar qualquer comportamento online da vítima, alterar as configurações do computador afetado ou fazer com que ele fique mais lento.

É possível desconfiar que seu PC esteja infectado se você perceber algumas atividades suspeitas, como o aparecimento de barras de ferramentas, links ou favoritos que não foram adicionados por você no seu navegador. Mas nem sempre os sintomas são tão óbvios.

Por isso, fique atento às dicas para se prevenir contra os spywares:

1 − Instale um anti-spyware de confiança

Os melhores pacotes de segurança do mercado, como o UOL Antivírus, já trazem essa função embutida. O anti-spyware detecta e elimina os programas espiões do seu computador.

2- Ajuste as configurações de segurança do seu navegador

Configure o nível segurança no browser para médio ou máximo. Quanto mais alto, menos risco seu computador corre. Procure bloquear, também, janelas de pop-ups e add-ons, pois muitos podem ser nocivos. Isso atrapalha um pouco a navegação, mas é possível liberar os sites confiáveis aos poucos.

3- Não baixe programas de origem desconhecida

Nunca baixe ou instale softwares de sites que você não conhece ou não confia. É importante sempre ler as mensagens na internet antes de clicar em "ok". Leia atentamente a licença do software e os termos de uso. Clicar em “aceito” só para se livrar da janela não é uma boa ideia.

4- Mantenha seu sistema operacional sempre atualizado

Manter seu sistema operacional sempre atualizado, assim como os principais aplicativos que você usa no dia a dia, dificulta – e muito – a ação dos criminosos digitais. Instale sempre os patches de segurança liberados pelos fabricantes para corrigir vulnerabilidades e erros.