Dicas e Curiosidades

ver todos

Trolls e haters: quem são eles e os perigos que podem apresentar

Postado em 05/06/2017

Trolls e haters: quem são eles e os perigos que podem apresentar

469.000
novas ameaças são encontradas
por semana na internet.

Se você quer uma
navegação segura e total
proteção
para seus dados
garanta a proteção do
UOL Antivírus

baixar agora

“Ignore os haters!” “Por favor, não alimente os trolls!” Para não se aborrecer com os comentários das redes sociais e dos portais de notícias, vale muito a pena seguir estes dois conselhos.

Afinal de contas, quem nunca deparou com comentários sem sentido em relação a um post no Facebook ou a um vídeo no YouTube? Ou, pior, visualizou mensagens que atacavam diretamente o autor das publicações, em vez de apresentar um contra-argumento? Segundo levantamento da organização Pew Research Center, 70% dos usuários de internet entre 18 e 24 anos já depararam com alguma situação parecida.

De tão comuns, esses comportamentos ganharam gírias próprias na internet: haters e trolls. Enquanto o primeiro grupo ataca e espalha o discurso de ódio em suas mensagens, o segundo tem a intenção de “causar” e chamar a atenção de outros usuários com comentários sem sentido. Confira, abaixo, as características de cada um:

Haters

Onde há assuntos polêmicos na internet, há haters. Basta emitir uma opinião política nas redes sociais para que apareçam usuários fazendo discurso de ódio e atacando as pessoas que têm opiniões diferentes – nunca seus argumentos. De modo geral, os haters são pessoas frustradas.

Outro padrão comum dos haters é que eles convocam outros usuários (também haters) para intimidar seus alvos de ataque. Além de ofensas em comentários nas redes sociais, os haters também fazem intimidações por meio de mensagens privadas. Ignorar os haters é realmente um bom remédio.

Trolls

Diferentemente do que acontece com os haters, não há maldade por trás dos comentários dos trolls. Na verdade, eles querem chamar a atenção de outros usuários e aparecer. Para tanto, eles aproveitam publicações e vídeos com bastante repercussão para fazer comentários e, assim, se tornar o centro das atenções. Em linhas gerais, os trolls são pessoas desocupadas que precisam preencher seu tempo “causando” em posts alheios.

Normalmente, seus comentários mudam o foco da publicação original. Quanto mais usuários interagirem com os comentários de trolls, mais eles se sentirão importantes. Portanto, fica a dica: não alimente o ego dos trolls.

Tenha paz em suas redes sociais

Para não fazer da sua timeline um campo de guerra, é recomendável que você configure o nível de privacidade de suas publicações de modo que apenas seus amigos possam visualizá-las. Se você for publicar sobre um assunto que vá causar polêmica mesmo entre seus amigos, é possível personalizá-la para que somente alguns possam interagir com ela.

Agora, se você possui uma grande quantidade de seguidores em suas redes sociais e não pode se dar ao luxo de configurar o nível de privacidade de suas publicações, há algumas dicas para se ver livre de trolls e haters. A primeira é evitar publicar assuntos polêmicos, que dividem opiniões e atraem haters e trolls.

Mesmo com cautela na hora de emitir uma opinião, eles apareceram? Aqui, você pode apagar esse tipo de comentário, identificar os perfis e bloqueá-los da sua timeline. Se for necessário, emum caso mais grave, vale a pena até denunciá-los. Mas o melhor conselho é ignorá-los. A atenção é tudo o que eles querem, portanto, ignorar vai deixá-los descontentes.