Dicas e Curiosidades

ver todos

Alerta: Vírus frauda boletos online e desvia dinheiro para conta de criminosos

Postado em 3/08/2014

Alerta: Vírus frauda boletos online e desvia dinheiro para conta de criminosos

469.000
novas ameaças são encontradas
por semana na internet.

Se você quer uma
navegação segura e total
proteção
para seus dados
garanta a proteção do
UOL Antivírus

baixar agora

O FBI investiga um caso de fraude de boletos online que, desde 2012, desviou mais de 8,7 bilhões de reais para as contas de cibercriminosos. A imprensa já trata o golpe como o maior roubo eletrônico da história.

O caso acima parece mais uma sinopse de um filme ou um enredo de uma série norte-americana, mas está mais próximo da realidade do que você imagina. Isso mesmo, o programa malicioso “Bolware” está espalhado pela internet e o Brasil é uma das principais vítimas do golpe. A dependência dos brasileiros por boletos ajuda a explicar a preferência pelo país. Até a Polícia Federal entrou na investigação.

Descoberto em meio à Copa do Mundo pela divisão de cibersegurança da multinacional EMC, a RSA Research, a fraude eletrônica altera boletos bancários de 34 bancos. Ou seja, o cliente pensa que o pagamento foi concluído com sucesso, só que o dinheiro chega na conta de criminosos.

Nesse caso, diferente dos pagamentos por cartão de crédito, o cliente não pode contestar o desvio de dinheiro. É assim que, mesmo recebendo pequenas quantias por vez, o malware já desviou mais de 8,7 bilhões em dois anos.

Para demorar tanto para ser descoberto, o golpe, de fato, é muito sofisticado e já fez milhares de pessoas de vítima. Agora, com o caso mais às claras, entenda o funcionamento do programa malicioso e saiba como se defender:

Como invade a máquina

Você deve estar se perguntando como o malware invade os computadores. A resposta é bem simples. Os hackers disparam e-mails ou mensagens em redes sociais se passando por bancos e convence o leitor a clicar em links maliciosos. Pronto, quem clica no link está caindo no famoso ataque de phishing e, por consequência, contraindo o malware ao computador.

Por sua vez, o programa malicioso instala na máquina sem deixar nenhum rastro para o antivírus. Além de desativar programas de segurança, a praga também descobre nomes e senhas e passa a espalhar o malware para outros usuários a partir da primeira vítima.

Como age

Instalado na máquina, o malware percebe quando o usuário emite um boleto bancário. A partir desse momento, inicia-se o processo de modificação do código de barras. Sem perceber, a vítima acaba depositando o pagamento em uma conta fraudulenta.

Números

O grupo de hackers criou 19 variações do “Bolware”, o que tornou a tarefa dos sistemas de segurança de detectar o golpe quase impossível. Com isso, o número de vítimas do malware impressiona. De acordo com a RSA Research, já foram 192 mil computadores infectados e mais de 495 mil transações via boleto bancário comprometidas pelo ataque.

Como evitar

Como o malware só se instala em computadores, uma saída para escapar desse golpe é fazer a transação por um smartphone ou tablet. Fique atento também aos ataques de phishing. E-mails falsos podem se detectados por erros gramaticais ou quando o cursor do mouse indica que o destino do link é diferente que aparece.