Dicas e Curiosidades

ver todos

Você sabe o que é um malware Wiper?

Postado em 16/08/2017

Você sabe o que é um malware Wiper?

469.000
novas ameaças são encontradas
por semana na internet.

Se você quer uma
navegação segura e total
proteção
para seus dados
garanta a proteção do
UOL Antivírus

baixar agora

Lá nos primórdios, a internet não reunia a enorme quantidade de dados como faz hoje em dia. Na prática, isso significa que os primeiros ataques virtuais da época comprometiam o disco rígido de computadores e apagavam todos os seus arquivos. Aqui, estamos falando dos malwares Wiper, que são, basicamente, destrutivos. O principal objetivo dos criminosos digitais era a fama na rede.

Atualmente, o cenário é completamente diferente. A esmagadora maioria dos ataques virtuais visa a obter alguma vantagem financeira. Os ransomwares, por exemplo, sequestram os dados do computador da vítima e solicitam dinheiro para resgate. Por sua vez, as campanhas de phishing roubam informações sensíveis dos usuários, como o número do cartão de crédito ou login e senha de algum serviço online.

Ainda existe outra categoria de códigos maliciosos cuja finalidade é a de espionagem cibernética. Normalmente, esses malwares infectam máquinas de órgãos governamentais para obter informações sigilosas.

Voltando a falar dos malwares Wiper, apesar de não ganhar dinheiro, eles dão um grande prejuízo às suas vítimas. Isso porque destroem o computador infectado a ponto de não funcionar mais.

Mesmo não sendo tão frequente como antigamente, o Wiper nunca desapareceu do mapa da internet. Confira, na sequência, uma lista de ataques destrutivos que ficaram famosos:

Petya

A princípio, o ataque que atingiu diversas multinacionais, sobretudo na Ucrânia, foi tratado como um novo ransomware. Após uma análise mais detalhada, especialistas em segurança digital da Kaspersky começaram a classificar o Petya como um malware Wiper.

Mesmo que aparecesse uma mensagem para a vítima cobrando um resgate, o vírus não tinha capacidade para gerar a chave que desbloqueia o computador afetado. Em outras palavras, o ataque apagou todos os arquivos e, mesmo que a vítima fizesse o pagamento, jamais conseguiria ter seus dados de volta.

Groovemonitor

Também conhecido como Maya, esse Wiper atacou uma série de computadores no Irã em 2012. Basicamente, ele trabalhava para apagar todos os arquivos salvos na unidade D da máquina durante um período determinado.

Shamoon

Em agosto de 2012, esse poderoso Wiper destruiu, em tempo recorde, 30 mil computadores da petrolífera Saudi Aramco, uma das maiores empresas do mundo. Diferente de outros vírus do tipo, ele não foi capaz de se autodestruir, o que facilitou o trabalho de pesquisadores em segurança digital para eliminá-lo posteriormente.

Proteja-se de todos os tipos de malware Como você viu acima, existe uma variedade enorme de vírus de computador e de dispositivos móveis no mundo. E ninguém está livre desses ataques. Uma maneira de deixar seu computador, smartphone e tablet mais seguros é instalando um programa antivírus neles.

Quer uma dica? O UOL Segurança Digital é multiplataforma e realiza uma varredura em tempo real para eliminar qualquer tipo de código malicioso.